Será que a sua empresa tem valores caucionados que são passíveis de recuperação ?



É possível que, durante um processo, possa ser requisitado algum tipo de depósito em juízo, gerando a necessidade de desembolso imediato de pagamento. Com esta situação, empresas acabavam por ter o dinheiro parado servindo como caução durante a discussão ocorrido em processos trabalhistas, cíveis e fiscais.


O dinheiro parado representa prejuízo para as empresas, que ficavam com seu capital de giro comprometido, impossibilitando muitas vezes novas negociações e transações, implicando no desembolso de recursos que poderiam ser utilizados para alavancar os negócios.


A boa notícia é que no início do ano de 2021, o plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) definiu que as empresas poderiam recuperar dinheiro parado na Justiça do Trabalho substituindo os depósitos em dinheiro já feitos por Seguro Garantia Judicial.

Este decisão do CNJ foi de muita utilidade, visto que o seguro apresenta grande vantagem, tornando-se a melhor opção, já que atua como uma nova garantia ou substitui uma garantia prévia nestes processos trabalhistas.


Este seguro garante a caução de valores que o tomador venha a ter que realizar nestes processos, proporcionando um custo mais baixo se comparado a outros mecanismos, oferecendo eficiência para estes acordos.


O Seguro Garantia Judicial tem grande aceitação pelo Judiciário, ampla cobertura com renovação automática, não compromete o limite de crédito do tomador junto aos bancos e nem o capital de giro da empresa.


Durante estes dois anos de pandemia, diversos grandes negócios foram impactados, trazendo mudanças relevantes para o mercado do seguro garantia.


Estima-se que o ano de 2022 venha de maneira positiva, principalmente no âmbito do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF), devido ao retorno dos julgamentos dos processos judiciais. As grandes demandas que ficaram reprimidas durante estes últimos dois anos de pandemia poderão vir à tona neste novo ano. É calculado que haja um estoque de R$ 784,5 bilhões em processos tributários, apenas no CARF.


O cenário é de desafios, mas ao mesmo tempo é possível contar com a segurança que a Fairfield apresenta para os seus negócios, principalmente se tratando de seguro garantia judicial, que traz consigo competitividade e diversas vantagens para a sua empresa.


Para saber se a sua empresa tem direito à recuperação desse ativo, fale com um de nossos consultores!



Francisco Gomes

CEO | Fairfield BR