Seguro de vida que forma reserva financeira: como funciona o Seguro de Vida Resgatável

Atualizado: 1 de Jun de 2019


O mercado de seguro de vida tem passado por transformações importantes nos últimos anos. Principalmente com o crescimento das seguradoras independentes, produtos mais sofisticados começaram a ganhar destaque. Nesse contexto, um dos que mais tem chamado atenção é o seguro de vida resgatável. Diferente do seguro de vida tradicional, esse produto forma uma reserva financeira que pode ser acessada pelo segurado depois de alguns anos, caso o seguro seja cancelado.


A modalidade é relativamente nova no Brasil, então ainda há muitas dúvidas. Por isso, selecionamos a seguir algumas das principais perguntas sobre o assunto.

Como seria um seguro de vida ideal para o segurado?


Você contrata o seguro enquanto ainda é jovem, e o valor e o prazo de pagamento são fixados.


E caso você decida parar de pagar a qualquer momento, ou não precise mais, pode pedir o seu dinheiro de volta com correção!


Finalmente, depois de contratado, o seguro é irrevogável por parte da seguradora, ou seja, somente você segurado é quem pode cancela-lo.


Esses seguros de vida existem e são os chamados de Seguros de Vida Resgatáveis


O que é o seguro de vida resgatável?


Quem faz cara feia ao pensar em contratar um seguro de vida justamente por não vislumbrar a utilização do dinheiro em vida, certamente terá nesse seguro uma opção bastante atraente.


Esse tipo de produto, além de possuir as coberturas tradicionais de um seguro de vida comum, também oferece a chance do segurado recuperar o valor investido (ou parte dele) devidamente corrigido, caso haja necessidade ou não necessite mais da cobertura.


Como funciona isso?


O seguro de vida resgatável faz dessa modalidade uma mescla entre reserva financeira e proteção aos familiares. Dessa forma, o seguro prevê normalmente a indenização ao segurado (em caso de invalidez ou até doença grave) ou aos beneficiários (em caso de morte).


Mas vai além disso.


Em paralelo, a apólice prevê também o acionamento à seguradora, após um período de carência de normalmente 2 anos, para resgatar parte da reserva acumulada antes que você vá dessa para melhor. Ou seja, o dinheiro não necessariamente vai direto para os beneficiários e você pode ainda em vida utilizar o recurso que acumulou.

Muitas famílias não gostam do funcionamento do seguro de vida tradicional, uma vez que se tratava de um ativo, que só seria possibilitado o uso em caso de tragédia familiar.


Mas, a possibilidade de ter um ativo de dupla finalidade (seguro de vida + reserva financeira), explica a alta demanda desse produto, que ainda é recente no país.


Como funciona um seguro vida resgatável?


Existem dois tipos de seguro vida nesses moldes. No primeiro, o prazo para o recebimento do capital segurado é bastante claro: há um prazo de validade, normalmente 10, 20 ou 30 anos, ao final o cliente recebe os recursos; perde, no entanto, a proteção.


No segundo, a proteção é vitalícia e é o cliente que diz quando quer resgatar os recursos. Quando isso ocorrer, ele cancela a apólice e solicita o resgate da reserva do capital. Se não o fizer, o seguro continuará valendo, como um seguro de vida tradicional.


Vale a pena destacar que cada seguradora possui suas especificidades com relação às condições do seguro. Há algumas que, inclusive, preveem o resgate de parte do capital segurado em caso de doenças graves, como câncer. Neste caso, o percentual de resgate em vida e o de manutenção para uso dos beneficiários variam de seguradora para seguradora.


De todo modo, um dos elementos em comum no segmento é a carência para resgate que geralmente fica em 24 meses. Outra questão uniforme é que, ao longo dos anos, o capital segurado vai sendo corrigido com juros normalmente acima da inflação.


Por fim, outra vantagem interessante do seguro vida resgatável é que ele permite que o segurado faça a divisão exata da proporção do capital que será destinado a cada beneficiário. Além disso, esse tipo de plano pode ser contratado por quem já tem um seguro de vida tradicional ou um plano de previdência privada.



Diferenças entre seguro de vida resgatável e seguro de vida tradicional


Além da possibilidade do resgate em vida, uma das principais vantagens do seguro de vida resgatável é a manutenção do prêmio (prestação mensal), mesmo com o aumento da idade.


Por esse motivo, é natural que essa mensalidade comece com valores mais altos do que os seguros de vida tradicionais. A diferença entre os valores, entretanto, vai sendo reduzida, gradativamente, ao longo do tempo de contribuição.

O capital segurado é corrigido e pode ter demais taxas de rentabilidade a cargo da administração da instituição financeira responsável.

Um seguro de vida tradicional é mais indicado a famílias que possuem pouco patrimônio formado e em que, caso houvesse uma fatalidade com o provedor, a família seria desestruturada financeiramente.


Por outro lado, um seguro de vida resgatável é recomendado a famílias que já possuem um patrimônio (ou a perspectiva de construção dele), características que, em tese, diminuiriam a dependência de um seguro de vida tradicional. Isso abriria margem para ter uma apólice híbrida, que permitisse o resgate em algum momento de necessidade.


Quais as vantagens do Seguro de Vida Resgatável?


Conheça os principais benefícios de um seguro de vida resgatável:


Resgate em vida


A principal vantagem de adquirir este produto é a possibilidade de resgatar parte ou a totalidade do valor investido ainda em vida com rentabilidade, após o período de carência.


Isso é particularmente importante, visto que as demais formas de seguro de vida apenas podem ser resgatadas quando o segurado falece.


Personalização


A personalização é outro ponto a ser considerado. Você pode escolher, por exemplo, o período de vigência, respeitando um prazo de cobertura mínimo. Outro benefício é que o seguro de vida resgatável é calculado de acordo com seu perfil, atual condição de saúde, profissão e atividades de lazer e esportivas.


Com isso, você tem certeza que o produto contratado está alinhado com seu estilo de vida e com as necessidades da sua família.


Prêmio nivelado


Algumas modalidades de seguro de vida resgatável não alteram o valor pago após a contratação por conta da idade. Essa é uma grande vantagem, pois você sabe que o investimento não aumentará consideravelmente com o passar dos anos.


Cobertura por sobrevivência


Além da cobertura por morte, o seguro de vida resgatável oferece cobertura por sobrevivência (básica) e invalidez permanente total ou parcial por acidente.


É possível ainda contratar cobertura adicional que permite antecipar 50% do capital segurado pago em vida, sem custo, caso o contratante seja acometido por uma doença terminal.


Definição do valor da cobertura


A cobertura do seguro de vida resgatável é diferenciada. Isso permite que você defina seu valor de acordo com as necessidades da sua família. Os valores contratados podem variar de R$ 200 mil a R$ 25 milhões.


O seguro de vida resgatável é uma opção sob medida para quem quer proteger a família ainda em vida. Essa característica não só permite sacar o dinheiro em caso de necessidade — como a perda de um emprego, por exemplo — como também oferece rentabilidade em cima do valor investido.

Com isso, você tem tranquilidade para desfrutar a vida, com a certeza de que sua família estará amparada caso viva um momento difícil ou mesmo durante uma crise.



38 visualizações
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

Rua Dr Leo Carvalho, 74 

Ibiza Trade & Financial Center

89036-239 - Blumenau - SC

+55 47 3053-0615

contato@fairfield.com.br

Cadastro Serviços e Corretora de Seguros Ltda - Todos os direitos reservados

CNPJ: 13.381.310/0001-45 - SUSEP 20.203.64571

©2018 by Fairfield Proteção e Inteligência Financeira.