Porque ter uma fatia de investimentos em outra moeda ?



Economistas dizem que o Brasil deve demorar mais do que os países desenvolvidos, como os EUA, para superar a crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus.


Por isso, separar uma parte da carteira para aplicar fora do Brasil —por exemplo, em ações norte-americanas— merece entrar no radar dos brasileiros.


A queda de juros no Brasil, com o País alcançando agora o marco do juro real zero, tornou muito mais difícil a busca por investimentos com mais retorno, o que vem mudando a dinâmica do mercado brasileiro, com poupadores revisando seus portfólios - muitas vezes pouco diversificados e com muita exposição à renda fixa, especialmente em títulos do governo.

Investimentos no exterior costumavam ser vistos pelos brasileiros como uma alternativa voltada apenas para milionários ou especialistas do mercado.


No entanto, esta realidade está mudando. Com a crise econômica e a redução da taxa básica de juros no Brasil, as alocações no exterior são uma nova tendência, até mesmo para os investidores iniciantes.


Investir no exterior traz ainda outras vantagens. A primeira é a correta diversificação de seus investimentos. O dólar será sempre a moeda forte e o real estará sempre suscetível a desvalorizações.


“Investir em dólar é sempre proteção”

Por que ter uma fatia de investimento no exterior?


Diversificação: Aplicar fora do Brasil ajuda a dividir os recursos em diferentes mercados. Isso aumenta a proteção do capital contra possíveis perdas no Brasil e reduz a instabilidade da carteira.


Proteção contra desvalorização da moeda e inflação: Ao investir em bens fora do Brasil, em dólares, o investidor se protege do impacto da inflação local e das perdas do real ante o dólar.


Mais oportunidades: Os mercados internacionais, em especial o norte-americano, apresentam uma diversidade maior de empresas. Enquanto na Bolsa brasileira há cerca de 400 empresas listadas, nos Estados Unidos, são mais de 5.000.


Engana-se quem pensa que investir no exterior só vale para quem dispõem de grandes quantias e conta lá fora.


Há boas opções mesmo para o investidor não-qualificado (ou seja, aquele que não possui mais de 1 milhão em ativos). E dá para investir daqui mesmo.


Entre em contato conosco e saiba mais como iniciar uma estratégia internacional de investimentos de forma prática e segura !

2 visualizações
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle

Rua Dr Leo Carvalho, 74 

Ibiza Trade & Financial Center

89036-239 - Blumenau - SC

+55 47 3053-0615

contato@fairfield.com.br

Cadastro Serviços e Corretora de Seguros Ltda - Todos os direitos reservados

CNPJ: 13.381.310/0001-45 - SUSEP 20.203.64571

©2018 by Fairfield Proteção e Inteligência Financeira.