Fairfield lança produto exclusivo para empresas que pretendem abrir Capital na Bolsa de Valores



Nos últimos meses, diversas empresas demonstraram interesse em abrir capital na bolsa brasileira.


Com esse mercado bastante aquecido, a FAIRFIELD estruturou junto a seguradoras renomadas do mercado o Seguro POSI (Public Offering Securities Insurance), apólice de Responsabilidade Civil para oferta pública de valores mobiliários.


O produto visa conceder cobertura à emissora e seus diretores e administradores em relação a qualquer oferta de valores mobiliários que possua prospecto ou outros documentos da oferta, entre eles IPOs.


A conscientização sobre a importância deste seguro tem resultado na sua contratação sempre que a empresa vem a público com o interesse de abrir capital ou realizar oferta subsequente.


Por isso, falar em crescimento do seguro POSI deve ser relacionado com a retomada dos planos de abertura de capital no Brasil. Isso se fez mais visível nos últimos meses. E esse indicador parece não ter volta. Isso porque, mesmo neste momento em que estamos em uma situação econômica instável, é crescente o número de empresas fazendo esse movimento em busca de captação de recursos

A principal vantagem da contratação do POSI em separado do seguro de D&O (apólice voltada para executivos) é o fato de o segurado ter a possibilidade de contratar um limite específico para a operação. Desse modo, ele não é ligado ao dia a dia da companhia


A avaliação do seguro é influenciada por fatores de risco como qualidade dos ativos, governança corporativa, gestão qualificada, estratégia de negócio consistente e prospecto da oferta bem elaborado.

É um seguro que protege exatamente o prospecto da oferta. O produto não faz restrição a tamanho ou indústria e é aderente a qualquer empresa. Apesar de ser focada nos executivos, a cobertura do POSI também pode se estender à empresa, aos acionistas emissores e aos controladores da companhia.

O prazo de cobertura de até cinco anos tem como objetivo justamente cobrir eventos ocorridos após a abertura de capital ou oferta subsequente, mas ligados a uma contestação do prospecto, onde muitas vezes essas falhas são identificadas apenas posteriormente.


O POSI pode também ser contratado com data retroativa. Mesmo se o executivo tenha saído da empresa, se houver uma reclamação referente à oferta de ações objeto do seguro de POSI, enquanto ele estava na companhia, ele terá cobertura


Entre em contato conosco, receba uma consultoria exclusiva e tenha proteção e inteligência financeira para seu negócio e seus projetos de vida !

Francisco Gomes CEO | Fairfield BR